Blog do Pedro Hauck: Junho 2017

22 de junho de 2017

Big 1000 Anhangava 2017

No dia 18 de Junho de 2017, Fábio Lima e eu completamos o desafio Big 1000 no Anhangava.

Este é um grande desafio de escalada que te obriga a tecer estratégias, ter bons equipamentos, conhecer bem o morro, tanto os acessos quanto as vias, ter total domínio e fluência nas técnicas de escalada, além de bom psicológico e ótimo preparo físico.

Tudo isso? Sim!

Apesar de ser uma montanha, o Anhangava não tem grandes paredes. Suas maiores vias tem apenas 100 metros e exige longos e complicados rapéis. Na receita inclui também ser organizado para evitar cachorro na corda e enroscos.

Abaixo está o vídeo que produzi, com nossos parcos recursos e sem ajuda externa. Inspire-se para repetir também!




5 de junho de 2017

Mais vias em móvel no setor da Sétimo Dia – Anhangava

Há duas semanas atrás comentei da realização de uma via em móvel que sai da base da via Sétimo Dia e termina na parada da via Diversão Garantida. Retornando ao Morro, me deparei com outra possibilidade utilizando esta mesma parada. Desta vez saindo da base da Peón e chegando nesta mesma parada.

Esta linha, que ficaria na direita da Diversão Garantida e esquerda da Peón pode ser repetida apenas com proteções naturais. Utiliza-se um camalot n. 2 logo na saída. Depois há dois lances que podem ser protegidos com fitas em bico de pedra. A linha chega perto do grampo antigo que ainda está na parede, porém pode ignora-lo e proteger em uma fenda pequena com uma peça tamanho 0.4 a prova de bomba.

A linha segue naturalmente indo ligeiramente à direita para cima, sem invadir nem a Peón nem a Diversão até um local onde há algumas orquídeas. Ali desvia-se para a esquerda para chegar na última proteção da Diversão (uma chapa PinGo) e enfim utilizar a parada desta via. No entanto, a linha natural belíssima (dá um quinto) fica muito exposta e não há como proteger naturalmente.

Acaba que somos seduzidos para ir mais para a esquerda e usar as duas chapas finais da Diversão, com uma proteção no meia dela feita com um camalot n. 1 numa fenda boa (à prova de bomba!).

Com isso, o Setor da Sétimo dia, apenas com a adição da parada da Diversão da Sétimo Dia ganhou 2 vias! Sendo que uma é mista (a própria Diversão Garantida) e duas em móvel.

Fica então uma necessidade de dar nome a estas linhas (a linha da esquerda - número 3 - e linha da direita - número 5 - da Diversão - número 4), pois já tá dando confusão! Abaixo tenho um croquis com as linhas para poder identificar.

As vias do setor Sétimo Dia (fora a possibilidade de vias em top rope: 1) Sétimo Dia, VIsup, 2) Sétimo Dia em Móvel, VI sup(?), 3) Via em móvel (nome?), V, 4) Diversão Garantida, V, 5) Via sem nome V(?), Peón, IIIsup. 


No ultimo post, quando descrevi a linha da esquerda, Ronaldo Franzen comentou que aquela linha chamava-se Parede das Orquídeas. Sua descrição, no entanto, me deixou na dúvida, pois ele diz que esta linha foi escalada há bastante tempo e não havia a parada da Diversão. Seria mesmo esta linha? Esta outra da direita já foi solada há muito tempo, o próprio Dubois saia da Peón e ia até a Sétimo dia. Qual seria o nome da via?

Saída da via com proteção feita com um camalot n.2. Lance bem divertido.

Local onde é protegido com uma fita. Segunda proteção da via.

Terceira proteção feita com um camalot .4

VEJA MAIS

:: Vias em móvel no Setor da Sétimo Dia