Blog do Pedro Hauck: Vias em móvel no setor Sétimo Dia, Anhangava

17 de maio de 2017

Vias em móvel no setor Sétimo Dia, Anhangava

Sempre olhei para o setor da Sétimo Dia no Anhangava achando que havia muita parede para pouca via. Trata-se de uma parede de cerca de 30 metros lateral que tinha apenas a própria Sétimo dia e a Peón equipada.

Há pouco mais de um mês, o escalador Ingo e amigos equipou outra linha, que era uma escalada em solo, a "Diversão Garantida". A via é uma escalada mista, um estilo raro no morro que tem praticamente vias fixas. Esta nova via ganhou uma parada própria e isso permitiu uma nova possibilidade.

Neste final de semana escalei a Diversão Garantida com a Maria Tereza e no rapel percebi que poderia escalar outra linha mais à esquerda. Desci até o platô da Sétimo Dia e escalei em top esta linha. Percebi que havia muitos locais para proteger em móvel. 

Mais tarde encontrei o Roniel, Mengue e o Navarro e comentei sobre esta escalada. Eles me disseram da possibilidade de fazer a Sétimo Dia em Móvel evitando o teto inicial. Isso seria uma quarta linha naquela parede (que eu não sabia que existia) que termina na parada da Sétimo Dia. No entanto não era isso o que eu estava falando, pois a outra linha termina na nova parada daquela parede.

Roniel estava com suas peças. Então o convidei para voltar ao setor e escalar a linha sacando os móveis. Foi o que fizemos. A via fica na direita da Sétimo Dia em móvel e na esquerda da Diversão Garantida. Esta linha apenas utiliza a ultima chapa da Diversão e sua parada e ela começa na laca grande, saindo da base da Sétimo Dia. É possível proteger ela inteira com peças pequenas e quem quiser "treinar" antes, é possível fazer em top.

Com isso, o setor da Sétimo Dia, de muita parede com pouca via. Apenas com a instalação da Parada da Diversão, ganhou inúmeras possibilidades de escalada em móvel. Ela é de fato uma bela parede com muitas vias: São 5, tirando as possibilidades de top rope e solo (ver ultima foto).

O Morro mostra sua vocação de escola. Reunindo inúmeros estilos num lugar só. E a gente que achava que não havia lá local para escalar em móvel, Havia uma via que ninguém sabia que havia. Para repetir esta linha, é necessário peças pequenas e médias. Camalot 0.2, 0.5, 0.7 e 1. 

Não estou afirmando que conquistamos a linha. No entanto após questionar sobre ela para diversos escaladores (Julio Nogueira, Chiquinho, Bonga e os já citados), ninguém sabia o nome e se ela havia sido escalado nesta maneira (sabemos que por ali muita gente escalava transversalmente em solo da Peón até a Sétimo Dia). Se alguém souber o nome avisa. Vale a pena repetir!

* As fotos são de Roniel Fonseca

Começo da escalada. É possível proteger com um camalot n. 1 local no começo.

Escalando logo após a primeira proteção.

Local onde é possível colocar uma segunda peça.

Local onde se pode colocar uma terceira peça. 

Uma visão geral onde se tem noção pode onde se escala.

Com Roniel no fim da via a parada da Diversão Garantida.
As vias do setor Sétimo Dia (fora a possibilidade de vias em top rope: 1) Sétimo Dia, VIsup, 2) Sétimo Dia em Móvel, VI sup(?), 3) Via em móvel (nome?), V, 4) Diversão Garantida, V, 5) Peón, IIIsup. 

2 comentários:

Juliano disse...

Isso ainda que da pra fazer a fenda da sétimo dia em movel até o této saindo da caverninha.

Nativo disse...

Ótima Via! Se chama Parde das Orquídeas VI, sai da base da 7º e vai até a parada, sem proteções fixas, abrimos em 2005 apaixonado por Simone Rodrigues que estava na segue.
Chegamos a pensaR q era a mesma via aberta logo após por Ingo. Contemplada na 2º edição do Guia, no prélO!
Á esquerda da 7º dia tem outra na aresta...entra pela fissura, logo à esquerda, que se chama Caminho para o Céu...e vai toda pela aresta, à esquerda das chapas...