Blog do Pedro Hauck: Testando uma Nomade Tryton

8 de maio de 2011

Testando uma Nomade Tryton

Há algum tempo estou testando a nova bota de trekking da Nomade, a Tryton. Ainda é cedo para emitir algum juízo, mas já deixo minhas impressões iniciais. O que posso dizer de antemão, é aquilo que senti ao colocar a bota no pé.

Acho que neste sentido a Nomade continua fazendo jus à sua fama, que é fabricar botas extremamente confortáveis.

Outra coisa que posso dizer é relativo ao seu design. A bota segue os modelos das botas clássicas italianas, que eu acho serem super bonitas. Na última sexta feira fui convidado para um jantar no hotel Bourbon de Atibaia. Vim a São Paulo para realizar um curso de escalada e não tinha um sapato para ir ao evento. Advinham como eu fui? Com a bota! Não é que ela ficou boa nesta ocasião!

Voltando a falar sobre o porque estou usando a Tryton, até agora o único trekking mais exigente que fiz com ela foi no Pico dos Marins. Nas condições que encontrei no terreno, a aderência do solado Contagrip foi excelente. Quem conhece o Marins sabe que é uma montanha cheia de rampas. Me senti seguro em subir e descer aquelas aderências.

Bom, até agora estas são as impressões que tenho. Apartir daqui, tudo o que eu fizer estarei com uma Tryton em meus pés, o teste será no dia a dia, montanha a montanha... Vou usar as botas até destruir e voltarei a falar sobre seu desempenho. Aguardem!

Tryton no cume do Marinzinho

Tryton sendo usada em outras ocasiões

4 comentários:

jamil disse...

BOA, PELO DESENHO ELA PARECE BEM RESISTENTE, EU PRECISO TROCAR MINHA TIMBERLAND, ESTOU COM 2 ANOS DE USO NO MODELO CHOCHORUA, E ELE RECENTEMENTE SOLTOU TODO O SOLADO E TA ABRINDO AS COSTURAS, NOSSO AMBIENTE DE CAMINHADA É BASTANTE HUMIDO E EXIGE MUITO DAS COSTURAS E ADERENCIA DO SOLADO,FREQUENTEMENTE ESTAMOS COM O PÉ NA LAMA E PRENSADO ENTRE RAIZES PEDRAS E LAMA, O COURO TAMBEM ESTA BEM PARTIDO, ACHO QUE NÃO PASSA DESSES DOIS ANOS, VOU DAR UMA OLHADA NESSE MODELO , JA A SNAK, EU COMPREI A DRY STONE E NA SEGUNDA USADA NÃO SENTI CONFIANÇA, ACHEI DURO E A BOTA MUITO PESADA.

ASS. JAMIL RODRIGUES

jamil disse...

ok. se problemas...

Edney C. da Cruz disse...

Eu tenho uma a 10 meses, já fui ao Vulcão Villa Rica, fiz algumas trilhas em montanhas, deserto e até agora esta resistindo. O solado do pé esquerdo já esta descolando nas laterais a uns 4 meses, mas nada que tenha prejudicado o desempenho. Não acho boa para caminhadas em terreno muito irregular, ou com cargueira pesada, mas para passeios mais leves, de um, dois dias, por lugares sem muita pedra ou desnível, é perfeita,agora, para terrenos realmente acidentados, com mochila pesada ou com muita lama, prefiro usar a minha Mammut que apesar de mais dura é bem mais firme, aderente e mantém o tornozelo infinitamente mais firme.
A tryton é a bota mais confortável que ja tive até hoje, estou usando diariamente e adoro, mantém o pé bem seco e posso andar 2 a 3 horas pela cidade tranqüilamente. Para caminhadas menos exigentes e dia a dia, recomendo totalmente.
Para concluir, em minha opinião, é uma bota linda e extremamente confortável, para caminhadas médias e uso urbano.

Lucas Lima disse...

Olá

Comprei recentemente uma nomade tryton, ainda nem recebi. Tenho uma nômade titã a 4 anos, daquela com tecido de colete a prova de bala! A um ano +- ela deixou de ser impermeavel, no entanto acredito que ela chege aos 5 anos de boa. Ainda está muito confortavel e aderente. Usei ela em trabalho de campo, em situações diversas que vão desde terrenos de afloramento rochoso e solos extremamente arenosos durante o dia, onde a temperatura chegava a aquecer os pés, e pessoas com botas não apropriadas precisavam tirar a bota pra resfriar os pés. Dá mesma maneira fiz uso intenso dela em ambientes humidos, como as veredas. Trabalhei com recuperação de mata ciliar no periodo da chuva, onde a area foi gradiada (muita lama e poças de agua que vinham no calcanhar) e chovia direto, isso durante 5 dias de manha e de tarde, onde a bota nem tinha tempo de secar, no entanto quando tirava a bota a noite meu pé estava sempre seco. E tudo isso foi feito mais duas vezes em outras area de plantio. Sem falar do uso urbano, pedaladas, trekking, demais trabalhos de campo e caminhada até os picos de escalada e etc. Essa bota me fez um apaixonado pela nômade, espero que a tryton não me decepcione!

abraço