Blog do Pedro Hauck: Setembro 2010

29 de setembro de 2010

Entrevista na AllTV

Nesta segunda feira fui à São Paulo participar de uma entrevista no programa Sportrip da AllTV.

A AllTV é o primeiro canal de televisão da internet brasileira e o programa Sport trip, que é exibido ao vivo, é sobre esportes de aventura e ecoturismo.

Confira a entrevista na íntegra com o vídeo abaixo:



Sportrip from sportrip alltv on Vimeo.

28 de setembro de 2010

Resumo da Semana n. 11 - AltaMontanha.com

:: Libertada a escaladora Samantha Topping
Escaladora norte-americana detida no Irã por mais de 13 meses foi libertada e retornou aos Estados Unidos, de acordo com a porta-voz Samantha Topping. Ela informou que a norte-americana, Sarah Shourd, chegou aos Estados Unidos no domingo de manhã. A porta-voz não especificou onde, mas informou que Shourd está a caminho de Nova York onde dará uma entrevista coletiva no final do domingo.

:: Queimada na Serra da Pedra do Elefante em Andradas
Uma grande queimada atingiu a Serra do Pau D´Alho, onde ficam as pedras do Pantano, Boi e do Elefante em Andradas MG.

:: Paulo Gil e o ginásio 90 Graus
O escalador Luciano Fernandes, colunista do AltaMontanha e autor do Blog de Escalada, preparou uma entrevista com Paulo Gil, proprietário do mais antigo ginásio de escalada de São Paulo, a 90 Graus. Paulo fala como foi montar a 90, as dificuldades e alegria que ele viveu com seu empreendimento e os resultados, que foi a formação de muitos escaladores que fizeram e fazem história na escalada brasileira. Confira a entrevista:

:: Parque Estadual do Sumidouro em perigo
Parque situado na região carstica de Belo Horizonte corre o risco de ter sua área reduzida.

:: Diretor do Parque do Sumidouro promete legalização da escalada na Lapinha
Rogério Tavares, diretor do Parque Estadual do Sumidouro, onde fica a Gruta da Lapinha, em Lagoa Santa – MG, prometeu até o final do ano liberar a escalada na Lapinha. A permissão será em caráter experimental.

:: Coluna Daniela e Paulo: Explorar - Cheirava a verde no campo base.
O corpo acordava pelas 6:30 da manhã porque queria que a mente vivesse aquele sonho. A tenda aquecia e os pássaros coloridos chilreavam e desenhavam já trilhos no céu. Dirigia-me à tenda cozinha, sorria um delicioso “Namasté“ e bebia um café quente ao mesmo tempo que me deixava deslumbrar pela paisagem. Pouco depois, o delicioso cheiro a panquecas convidava-me a entrar na “tenda mess“ para o pequeno-almoço.

:: Sua Aventura  - Jorge Soto: Circuitão pela Serra de Itapety
Não deu nem duas semanas afastados da Serra de Itapety q logo nos embrenhamos novamente por suas tortuosas entranhas. Respeitável elevação forrada de verde q guarda Mogi das Cruzes a seus pés, a Itapety é uma daquelas serras domésticas q pouco caso se faz quiçá devido pela sua proximidade à urbe.



:: Abaixo assinado contra as emendas da PL 7288/2010
As emendas do PL 7288 exigem o controle de qualquer pessoa que pratique esporte de aventura. Isso significa que só podem ter autonomia de praticar livremente estes esportes a pessoa que passar por um processo de certificação. A CBME e outras Entidades de Administração Deportiva prefere a certificação de instrutores somente, como é o texto original do Projeto. Ajude o montanhismo livre assinando este Abaixo Assinado contra as emendas. Entenda melhor este Projeto de Lei.

:: Lojinha de esquipamentos do PH
Na lojinha de escalada do PH estamos vendendo equipamentos semi novos com preços super acessiveis, acesse e confira! Temos jogo de friends, camalot, sapatilhas, corda dupla de escalada, livro do Davi Marski e até uma Land Rover!


27 de setembro de 2010

Projeto: Escalada no Parque do Monge - PR

Poucas pessoas conhecem o Parque do Monge. O local é simplesmente perfeito para a escalada. Com paredes de arenito inclinadas, negativos, muitos tetos e agarras grandes, lá dá para desenvolver muito a escalada, tudo isso em um local agradável, dentro de um parque estadual, ao lado da cidade, sob um clima subtropical maravilhoso.

O problema é que lá é proibido escalar! Que desperdício....

Pra nossa sorte, esta proibição não tem argumentos, assim podemos mostrar todas as vantagens da escalada e assim tentar a liberação da escalada no local e invertar esta injustiça. É isso que eu faço desde 2008!

No mes passado, às vesperas de entregar meu cargo de diretor de escalada na Fepam, visualisei a oportunidade de entregar ao IAP um projeto de implementação da escalada neste parque. Fiz às pressas um documento, recebendo ajuda do José Liz "Zelão", escalador local da cidade da Lapa e da advogada Camila Dias dos Reis.

O documento pode ser visto na íntegra no site da FEPAM e a história contando como foi que fiz este projeto, quais foram as dificuldades e argumentos utilizados, assim como a história deste belissimo parque está em minha coluna no AltaMontanha.com.

Acredito que esta história possa ser usada como exemplo e que a metodologia por mim utilizada possa dar certo e ser usada um muitos outros casos semelhantes que existe tanto aqui no Brasil.

Paredão rochoso do Parque do Monge: Proibição com dias contados? Espero que sim!

26 de setembro de 2010

Palestra na Aventure Sports Fair, como foi:

Nesta sexta fui para São Paulo ministrar uma palestra na Adventure Sports Fair (AFS), que é a maior feira de esportes de aventura no hemisfério sul. Confesso que fiquei muito contente com o convite, aliás não é para qualquer um receber um convite destes e ser palestrante lá no Anhembi.

A primeira vez que estive na AFS foi em 2001. Na época, a feira é muito maior e mais movimentada do que hoje. Os esportes de aventura eram moda e nesta época, São Paulo vivia uma fase de grande crescimento na escalada, haviam várias ginásios, as rochas eram cheias de pessoas, os festivais, como o blox, movimentava muita a cultura da escalada e do montanhismo (hoje o blox não existe por conta do comportamento boicotador de uns poucos montanhistas). Enfim, era uma época que ser montanhista em São Paulo não era algo tão solitário...

Me lembro de visitar a feira, no pavilhão da bienal do Ibirapuera, e ficar batendo perna o dia inteiro, ver dezenas de palestras de pessoas conhecidas, era muito legal! Claro que me imaginava lá também contando minhas aventuras, que embora fossem muito modestas, eram de fato "aventura", como foi minha primeira expedição nos Andes, onde fiquei, junto com o Maximo Kausch, 5 meses andando de carona, até chegar em Ushuaia.

Enfim, depois de muito tempo praticando meu montanhismo e contribuindo de várias formas, como sendo editor do AltaMontanha.com, enfim chegou minha vez de poder passar minha mensagem lá na feira e esta mensagem foi exatamente falando sobre o que eu pratico (o montanhismo, né!), numa abordagem histórica, contando a evolução dos estilos, dos valores e dos problemas de nossa atividade.

Pra quem não entendeu o recado, fiz um diagnóstico de porque a feira de esportes de aventura não é mais tão grande como há 10 anos atrás.... Pois, na minha opinião, há um conflito de valores muito grandes entre estes de nosso atual momento histórico e os valores originais do montanhismo. Que conflitos são esses?

Bem, é só olhar para a foto abaixo para entender um pouco...


Agradeço meus amigos Parofes, Davi Marski, Tacio Philip e Sandra Nakamatsu de poderem, em plena sexta feira, prestigiar esta minha palestra, além é claro, da organização da feira pelo convite.

As idéias contidas nesta palestra estão sendo aglutinadas em um livro, que mesmo que lentamente, está ganhando forma... Quem sabe organizando elas podemos descobrir saídas para um crescimento saudável do montanhismo? Bom, vamos esperar....

22 de setembro de 2010

Andrando na Pedra do Boi

Seguindo nosso planejado, no domingo fomos para outro morro da Serra do Pau D´Álho em Andradas, o morro do Boi, que das três rochas é a menos freqüentada. A razão para isso é que no boi há vias mais comprometedoras e a aproximação é mais longa e cansativa, mas é compensada no final quando chegamos à um belo bosque, de onde descortina aquele monólito belíssimo com vias de muita qualidade.

O objetivo do dia era escalar a via Irmãos rocha, uma via que começa em um grande diedro bastante inclinado em móvel de duas enfiadas e depois continua até o cume. É uma via exigente e eu já havia experimentado a primeira enfiada no ano passado e agora quis repetir ela inteira.

Deixei o Tacio guiar a primeira, e ele fez sem muitas dificuldades e gostando muito da qualidade da via e de suas colocações de Camalots e nuts a prova de bomba. Em seguida fui eu limpando e me preparando para a segunda enfiada, que é a mais comprometedora, pois é em móvel e é bem difícil, pra mim, um 7a, sendo que nem todos os locais há boas colocações, o que exige certo esticãozinho.

O começo da via é bem difícil. A gente tem que proteger no diedro, mas escalar fora dele, usando micro agarras e muita aderência em um local bem inclinado. Depois voltamos pro diedro, em um local onde a fenda é mais larga e onde não cabiam as minhas peças, que eram pequenas demais...  Ali passei um perrengue enorme, até por que depois deste trecho, a fenda some de novo e a gente tem que guiar sem proteção novamente nas aderências e micro agarras de sétimo. Difícil!

Para finalizar, o diedro faz um tetinho e a gente tem que sair dele para finalizar a via. Foi muito trabalhoso e diversas vezes fui buscar as agarras no “pega ou cai”. Felizmente não caí.

O Tacio veio em segundo, também enfrentando as mesmas dificuldades. Chegou na reunião e já se preparou para a guiar a terceira enfiada, um outro 7a bem delicado, mas pelo menos fixo. Fui na seqüência e vi o comprometimento. Este trecho me lembrou muito a via Jô Casta do Anhangava, com a diferença que é de parede e que o lance é muito mais longo.

A Irmãos Rocha é de fato uma via bem comprometedora, são três enfiadas seguidas de 7a, duas delas em móvel.  Depois destas três, segue mais duas mais tranqüilas, mas também bonitas, até o cume do Morro do Boi.

Estas andranças de fim de semana me motivam muito a escalar. Andradas é um local que puxa nosso limite físico e psicológico e o volume de vias que tenho feito por lá tem me proporcionado além de experiência, muita confiança e puxado bastante meu nível.

Muitos treinam para poder escalar estas vias, já foi assim comigo. Na primeira vez que estive em Andradas, em 2004, eu procurei as vias mais fáceis e grampeadas, pois não tinha móveis e morria de medo deste estilo de escalada. Hoje eu busco exatamente as vias em móveis.

Aquilo que era inalcançável para mim há 6 anos atrás, hoje se tornou escaladas normais. Acho que de todos os benefícios de andrar, o maior é esse: A evolução!

Continuarei nas andranças....

Pedra do Boi

Tacio na primeira enfiada da Irmãos

Limpando a primeira enfiada

Segunda enfiada


Tacio no começo da terceira enfiada

Trecho dificil da terceira enfiada

Bonito hein!

21 de setembro de 2010

Andrando

Andrar é um novo verbo que significa escalar em Andradas. Trata se de um verbo que melhor que conhecer é conjugá-lo: Eu andro, Tu andras, nós andramos...

Pois bem, eu tenho andrado bastante e não foi diferente neste último final de semana, onde estive andrando pela Pedra do Pântano e do Boi.

Para deixar mais curto o relato, dividi ele em dois, de forma que fica mais fácil também para quem quiser andrar nas vias que eu andrei, achar estes relatos na net e repetir estas andrações.

Fui para Andradas com o Tacio Philip e sua namorada Paulinha na sexta, e sábado de manhã já estávamos caminhando até a Pedra do Pântano, localizada bem próxima ao refúgio, que novamente estava vazio (estranho ter tão poucas pessoas andrando...).

Chegando à rocha, fui direto escalar a via Pão Francês, que eu havia escalado pela metade com o Davi Marski uns meses atrás e que no meio da parede fomos acometidos de uma sede violenta e falta d´água...

Desta vez fomos preparados e deixei com o Tacio a incumbência de guiar a primeira enfiada, onde fica o primeiro crux da via (eu acho ser um 6sup), feito em móvel em um esquema de mini tetos muito peculiar que ele mandou com facilidade e dor no pé (pressão na aderência).

Tacio no primeiro crux

Em seguida fui eu guiar a segunda enfiada, um quarto grau tranqüilo numa canaleta imensa, feita inteira em móvel. Esta canaleta é tão profunda que em muitos trechos ela é escalada meio que em chaminé. Gosto bastante deste trecho, pois ele é bem técnico e bacana para usar as proteções, mas o Tacio não gostou muito não, acho que ele não gosta de chaminé... Quando fizemos a reunião na parada, pedi pra ele pra poder guiar a terceira enfiada, pois lá estava o crux que eu queria guiar e lá fui eu...

Pois bem, esta enfiada é bem técnica, com muito posicionamento e dificuldade constante acima do sexto grau. Há duas proteções fixas e depois é tudo em móvel, inclusive o tetinho que é o crux da via. Lá, coloquei duas peças pequenas antes do lance e protegi o crux, numa fendinha meio aberta, com um camalot .5, que ficou bem suspeito, mas que no final nem precisou de ser testado, pois acabei passando, mesmo com certa dificuldade. Achei difícil o lance: 7a, mas sei lá, de repente passei um pouco mais perrengue que o normal. Dali até o cume foi uma escalada bem tranqüila, de pura curtição.
Lance delicado do crux

A Pão Francês é graduada desta maneira: 5 VI E3 (150 metros). Eu, no entanto, acho que este grau está desatualizado e sugiro uma atualização para 5 VIsup ou então VIIa na dependência deste segunda crux que é bem comprometedor...

Descendo da Pão, fomos para nosso segundo objetivo do dia, escalar a via Baguete Não.

O Tacio guiou a primeira e segunda enfiada num só esticão totalizando 60 metros. Quase que tive que sair à francesa para ele chegar na parada, mas não foi necessário. Quando cheguei na reunião, depois de limpar tudo, dei de cara com a terceira enfiada, que eu já esperava ansiosamente para guiá-la.

Esta terceira enfiada é um lindo diedro em móvel que no croquis diz ser 6 grau, mas eu acho que também é subcotado, sendo pelo menos 6sup (embora eu ache que seja um 7a bem consolidado).

Enfim, saí guiando esta linda enfiada e com muito trabalho consegui chegar na terceira parada, onde acaba a escalada livre e começa um lance artificial.
Guiando o diedro. Fotos do Tacio

Tacio vindo de segundo


Eu não sou muito bom em artificial, acho uma escalada tensa. Como gosto de agilidade na escalada, eu acabo sendo impaciente para fazer este estilo, deixei com o Tacio a tarefa de guiar o lance, mas mesmo assim não rolou. O Tacio sofreu um acidente escalando uma via A2+ no ano passado e ele ainda não recuperou a confiança. Mesmo o lance da Baguete sendo considerada um A1+, este grau é relativo à segurança (no lance tem uma chapeleta pra segurar queda), mas não à colocações e nisso este trecho em artificial é foda, pois as colocações são ruins e inclusive uma delas saiu quando o Tacio tentava progressão. Resultado, desistimos da via...
Tentativa de escalar a quarta enfiada

Para acabar o dia, levei o Tacio para a Monstro do Pântano, que é uma das vias mais bonitas da pedra e ele fez ela à via unindo as duas enfiadas em uma só, escalando os 50 metros da via de uma vez, o que demanda muita resistência.

Andrar é assim. As vias são longas e exigentes. As vezes você se dá bem, às vezes tem que voltar. Para você andrar, é preciso ter tempo disponível, pois as vias lá são longas e em um dia não dá pra andrar mais do que duas ou três delas.

Guardamos energia para andrar no dia seguinte... amanhã eu conto...

20 de setembro de 2010

Resumo da Semana n. 10 - AltaMontanha.com

Esta foi uma semana com muitas novidades para quem gosta de eventos de montanhismo, pois de Norte a Sul foram anunciados festivais, feiras e encontros, além de campeonatos que aconteceram.

Em cima da hora, divulgamos as novidades para esta 12° edição do Adventure Sports Fair, a maior feira de esportes de aventura do Hemisfério Sul. A feira começa nesta quinta em São Paulo.

No Rio Janeiro foi divulgado outro grande evento, o Festival de Filmes de Montanha,  que será em Outubro e que está em sua 10° edição. Estes dois eventos, já bastante consagrados encontram outros que acabam de nascer, como o 1° Festival de Escalada do litoral Sul de Santa Catarina.
Eventos são muito importantes para divulgar a cultura do montanhismo e felizmente o Brasil tem bastante!

O que Brasil também tem é burocracia demais. Lembra das emendas do Projeto de Lei 7288/10? Pois bem, são as emendas que pretendem obrigar qualquer esportista de aventura amador a ser certificado e que burocratizará muito a prática de nossos esportes. A novidade é que o Deputado que propôs as emendas provavelmente não estará na Câmara na próxima gestão. Isso se for aceito o pedido de impugnação sua candidatura. É a lei da ficha limpa!

No cenário esportivo, tivemos a realização da terceira etapa do campeonato de Boulder do Estado do Rio, com uma acirração da disputa pelo título entre Eric Telles e Pedro Soares. Na rocha, tivemos a abertura de mais um V14 no Brasil, realizado pelo americano Jon Cardwell na Serra da Piedade em Minas, o problema se chama House in the Sky.

Veja as novidades nos links abaixo:

Boa leitura!

Pedro Hauck - Editor do AltaMontanha.com


:: Deputado que propôs emendas do PL7288 tem candidatura impugnada

Deputado Federal Marcelo Teixeira do Partido da República do Ceará é enquadrado na lei da ficha limpa e não poderá concorrer a reeleição.

:: Rio de Janeiro se transforma na capital dos filmes de montanha
Quem não teve a oportunidade de estar em uma montanha e praticar esportes pertinho do céu, pode ter uma boa noção do que é fazer isso na 10ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha que acontece de 21 a 27 de outubro, no Cinema Odeon, Cinelândia, Rio de Janeiro.


:: 1° Festival de Escalada Litoral Sul de Santa Catarina
Acontece em Outubro, em Laguna - SC, o primeiro Festival de Escalada do litoral Sul de Santa Catarina. Confira a programação:

:: Continuam as conquistas na Falésia Paraíso
Novo local de escalada esportiva em São Paulo recebe mais vias e tem previsão de receber muito mais.

:: Resultados da III Etapa do Fluminense de Boulder
Aconteceu nesse domingo dia 12 de setembro na “cave“ do Escalada Indoor Icaraí a 3ª Etapa do Campeonato Estadual de “Boulder“ RJ 2010.

:: Daniel Virgínio: Novo talento da escalada de competição
Terceira etapa é vencida pelo atleta do Centro de Escalada de Jacarepaguá que dispara no ranking estadual

:: Jon Cardwell no Brasil
Americano visita o Brasil, se encanta com nossa escalada e realiza o first accent de um dos boulders mais difíceis do país e que ele disse ser um dos melhores que já realizou.

:: Curso prático de Radioamador em emergência
A Federação Paranaense de montanhismo - FEPAM recebeu o convite para participar do Curso Prático de Radio Amador em Emergências.

::Entrevista com Fabiano Ressolas
O escalador Luciano Fernandes, autor do Blog de Escalada e colunista do AltaMontanha.com, continuando seu excelente trabalho de entrevistar personalidades da escalada, conversa nesta semana com um dos melhores ressoladores de sapatilhas do Brasil, o Fabiano do Rio de Janeiro. Confira como foi:

::Novidades agitam a Adventure Sports Fair
Expositores divulgam alguns lançamentos dos setores têxtil, náutico e de acessórios
:: Coluna Parofes: Serra Fina para poucos - parte 2
Antes mesmo de começar o retorno sabíamos o que teríamos pela frente. No primeiro dia encaramos 8,3km e 1.258 metros de desnível com mochilas pesando pelo menos 15kg cada por metade do caminho, peso que foi aumentado após a coleta da água para quase 20kg cada. No segundo dia já havíamos caminhado 6,6km só para chegar ao cume da montanha objetivo. Agora teríamos que fazer o mesmo para voltar, não seria fácil mesmo sem o peso do dia inicial.

:: Coluna Neudson Aquino: De volta da Serra do Cipó!
Estou de volta da viagem de 5 dias escalando na Serra do Cipó, minha segunda visita à esse paraíso da escalada esportiva. Mais uma vez fui acompanhado do Daniel Mamede, e tivemos também a companhia do nosso amigo Júlio “Francês” Pimentel. Antes de mais nada, vou pedir desculpas pela falta de imagens no post, acabei não levando minha câmera, mas espero que isso não faça tanta falta.

::  Sua Aventura  - Beatriz Azevedo: Trilha dos Porcos e Cachoeiras do CTG
Choveu a noite inteira e, hoje, sábado, o dia continua nublado com muita cerração, encobrindo o interior do cânion e a paisagem ao redor. Embora tenhamos acordado cedo, só saímos lá pelas dez e meia da manhã. O plano é descer a trilha dos Porcos acompanhando a parede norte do cânion Churriado cuja parede sul vem a ser a parede norte do Malacara.

:: Sua Aventura  - Jorge Soto: Circuitão pela Serra de Itapety
Não deu nem duas semanas afastados da Serra de Itapety q logo nos embrenhamos novamente por suas tortuosas entranhas. Respeitável elevação forrada de verde q guarda Mogi das Cruzes a seus pés, a Itapety é uma daquelas serras domésticas q pouco caso se faz quiçá devido pela sua proximidade à urbe. Entretanto, explorando suas suaves escarpas c/ um pouco mais de disposição e desprendimento é possível descobrir novos trajetos trekkeiros em meio a densa e úmida vegetação, coroados de belos e improváveis mirantes rochosos q além de dar novas panorâmicas da região, corrobora a velha tese de q a Itapety tem atrativos q vão alem do seu ilustre pto culminante, o Pico do Urubu.


:: Abaixo assinado contra as emendas da PL 7288/2010
As emendas do PL 7288 exigem o controle de qualquer pessoa que pratique esporte de aventura. Isso significa que só podem ter autonomia de praticar livremente estes esportes a pessoa que passar por um processo de certificação. A CBME e outras Entidades de Administração Deportiva prefere a certificação de instrutores somente, como é o texto original do Projeto. Ajude o montanhismo livre assinando este Abaixo Assinado contra as emendas. Entenda melhor este Projeto de Lei.

:: Lojinha de esquipamentos do PH
Na lojinha de escalada do PH estamos vendendo equipamentos semi novos com preços super acessiveis, acesse e confira! Temos jogo de friends, camalot, sapatilhas, corda dupla de escalada, livro do Davi Marski e até uma Land Rover!

19 de setembro de 2010

Palestra na Aventure Sports Fair

Nesta sexta feira, dia 24, estarei ministrando uma palestra na Adventure Sports Fair.

A palestra é sobre a história do montanhismo e a mudança de relação entre homens e a montanha, evolução de equipamentos, técnicas e mudança de valores.

Esta palestra é baseada em diversos estudos que eu venho fazendo sobre a história do montanhismo desde 2003. Todas estas reflexões estão publicadas em dezenas de artigos no AltaMontanha, mas não de forma objetiva com na palestra. Se vc estiver por São Paulo e quiser ver, passa lá...

Onde? Adventure Sports Fair - Palco da Água
Quando? Ás 15:30 na Sexta Feira - Dia 24/09/10

15 de setembro de 2010

Resumo da Semana n. 9 - AltaMontanha.com

A semana que se passou foi bem curta para quem trabalha (feriado de 7 de setembro), mas bem produtiva para quem gosta de montanha! O resultado é que tivemos muitas notícias, apesar do expediente reduzido...

As atenções ficaram muito focadas no desaparecimento de Denise Ciunek na Trilha do Itupava e seu achamento 17 dias depois numa história que ainda precisa ser melhor esclarecida. A versão contada é que ela salvou-se de ser molestada por um maníaco sexual, mas que se perdeu na fuga. A polêmica, no entanto, é que Denise foi encontrada nas proximidades da estação Véu de Noiva, um local onde passam trens a cada 15 minutos e que embora seja no meio da Serra do Mar, é um local de fácil acesso e fácil orientação devido o barulho dos trens. Nosso colunista Julio Fiori, autor de um livro sobre o Caminho do Itupava, achou estranha a história e pontuou todos os pontos polêmicos na declaração de Denise.

Outra polêmica aconteceu na Europa, também motivado por falsas declarações onde o alpinista austríaco Cristian Stangl dizia ter alcançado o cume do K2, realizando assim o único cume nesta montanha na temporada. A mentira de Cristian foi descoberta com a tecnologia e ele teve que declarar publicamente isso. Mentira tem perna curta!

De volta ao Brasil, recebemos um excelente artigo de Tacio Philip de São Paulo mostrando várias montanhas esquecidas no interior do Parque Nacional de Itatiaia. Estas montanhas são pouquíssimo frequentadas por que a administração do Parque restringe o acesso aos locais. Isso mostra como o PNI é um paraíso para o montanhismo e como o montanhismo perde por conta destas proibições....

Continuando sua série de excelentes entrevistas, nosso colunista Luciano Fernandes entrevistou a escaladora Kika Bradford do Rio, uma das pessoas responsáveis pelo projeto Acesso às montanhas que luta contra estes abusos proibicionistas a favor da liberdade com responsabilidade.

De mais tivemos a participação de nossos colunistas com diversos textos, como o Parofes, Hilton Benke e o casal português Daniela Teixeira e Paulo Roxo, que estão assinando a coluna juntos. Na seção Sua Aventura, contamos sempre com as contribuições da gaúcha Beatriz Azevedo, do chileno/paulista Jorge Soto e do paranaense Wilson Rulka.

Sem mais delongas, o conteúdo da semana está embaixo para ser visto...

Boa leitura à todos!

Pedro Hauck - editor do AltaMontanha.com

:: Denise Ciunek é encontrada com vida no Itupava
A montanhista Denise Ciunek, que estava desaparecida desde o último dia 19 de agosto, quando percorria o caminho do Itupava, na Serra do Mar do Paraná, foi encontrada com vida pelos bombeiros.

:: Christian Stangl confessa que não fez cume no K2
Austríaco havia afirmado que culminou o K2, fato que o faria o único a conseguir esta façanha nesta temporada.


:: Montanhas esquecidas do Parque Nacional do Itatiaia

O Parque Nacional do Itatiaia (PNI) é o parque nacional mais antigo do Brasil. Criado em junho de 1937 é hoje em dia motivo de revolta para todos os montanhistas devido à burocracia e dificuldades criadas pela sua administração no acesso de diversas de suas montanhas.


:: Isabel Suppé se recupera de acidente
Após sofrer uma queda de 400 metros em montanha da Bolívia, quebrar a perna e ficar duas noites à deriva, a montanhista alemã/argentina, mal vê a hora de voltar à montanha.


:: Montanhista que ficou 17 dias desaparecida no Itupava recebe alta
Denise Ciunek apresentou um quadro de hipoglicemia e desnutrição moderada, mas não precisou ser encaminhada para a UTI

:: Entrevista com Kika Bradford
O escalador paulista Luciano Fernandes, autor do conceituado Blog de Escalada, vem cada vez se especializando em realizar boas entrevistas. Desta vez nosso colunista conversou com Renata (Kika) Bradford, uma das maiores escaladores do Rio de Janeiro e responsável pelo Programa Acesso às Montanhas da Femerj. Confira:


:: Termina a participação brasileira no Mundial Juvenil
Terminou hoje em Edimburgo, Escócia, a participação brasileira no Mundial Juvenil. Apesar da desclassificação, o Brasil saiu mais experiente para tentar no próximo ano um resultado ainda melhor.


:: Americano morre no Pico de Orizaba
Thomas George Albrecht Maurer, de 53 anos, estava acompanhado de amigos e familiares, quando desfaleceu, vítima de um infarto.

:: Coluna Daniela Teixeira e Paulo Roxo: Explorar
Voltei. Não me é fácil sentir novamente o coração da cidade a bater. Desejo que a minha mente permaneça lá por mais algum tempo, por todo o tempo, mas os dentes da vida comum tragam-me a toda a velocidade. Forço-me de tempos a tempos e por alguns instantes a respirar e nesses pequenos ápices, deixo-me sentir a realidade que ainda há bem pouco vivi.

:: Coluna Hilton Benke: Casamento na Montanha - Versão Brasileira
Uma notícia bacana que nosso colega Luciano Fernandes trouxe esta semana foi sobre um casamento numa montanha, de um casal tcheco. Porém, não é só na gringa que estes eventos acontecem...


:: Coluna Julio Fiori: Encontrada a desaparecida no Itupava
Coisas estranhas acontecem no velho Caminho do Itupava desde que por lá alguém perseguiu uma anta em meados do século XVI. Mas quando pensei que aquelas pedras já tinham visto de tudo, eis que nova surpresa aparece para desafiar a lógica. Muitos já disseram a mesma coisa, mas vou repetir só pra confirmar minha fama de chato; “Lógica é uma Merda“. Vamos aos fatos fresquinhos relatados pela Gazeta do Povo, Paraná Online e muitos outros veículos da imprensa local.

:: Coluna Parofes: Serra Fina para poucos - parte 1
Semanas antes desta aventura, Tácio e eu trocamos e-mails repetidamente sobre a intenção mútua de ir ao Itatiaia. Infelizmente, em virtude dos vários focos de incêndio causados pela seca que atingiu vários estados brasileiros, o parque ficou fechado. Assim partimos para a segunda e não menos bela opção, Serra Fina, local onde estive pela última vez em 2008.


: Sua Aventura  - Wilson Rulka: Ciririca e Agudo da Cotia
Destino: as placas do Ciririca e depois o Agudo da Cotia.


:: Sua Aventura  - Angelica Angelhag Soto: Travessia Escandinava
Ansiedade. Era esse o nome do sentimento que me tomou na véspera. Compreensível, pois era minha primeira incursão no mato e pra alguém habituada a pontes aéreas, vida doméstica, reuniões do trabalho e shopping centers o programa que havia me proposto ia no sentido totalmente contrario à rotina do meu dia-dia. Mas encarei mesmo assim, decidida a que não passaria sem essa experiência. Encorajada por todos, ouvi algumas dicas e sugestões do meu irmão Jorge Soto, respirei fundo e seja o que Deus quiser. O nome da travessia que faríamos é “Storulvån - Blåhammaren - Sylarna “.


:: Abaixo assinado contra as emendas da PL 7288/2010
As emendas do PL 7288 exigem o controle de qualquer pessoa que pratique esporte de aventura. Isso significa que só podem ter autonomia de praticar livremente estes esportes a pessoa que passar por um processo de certificação. A CBME e outras Entidades de Administração Deportiva prefere a certificação de instrutores somente, como é o texto original do Projeto. Ajude o montanhismo livre assinando este Abaixo Assinado contra as emendas. Entenda melhor este Projeto de Lei.

:: Lojinha de esquipamentos do PH
Na lojinha de escalada do PH estamos vendendo equipamentos semi novos com preços super acessiveis, acesse e confira! Temos jogo de friends, camalot, sapatilhas, corda dupla de escalada, livro do Davi Marski e até uma Land Rover!

14 de setembro de 2010

Escaladas na Falésia Paraíso

Neste final de semana fiz um bate volta na Falésia Paraíso em SP na companhia de Luciano Fernandes, Natália e do (just) Lucas.

A falésia é o mais novo ponto de escalada em São Paulo e recebeu sua via de número 49 neste domingo! O local é muito agradável, com uma diversidade enorme de vias que tem diversos níveis e que muito me agradou.

Comecei escalando pelo setor boas vindas, onde fiz as vias Agarra no Cabelo (VI sup), Cinturão Galático (Vsup) e Lamúrias de um corinthiano (VIIb), que se for de fato esta graduação significa que estou forte, pois nem achei difícil...

Com calor e sol forte, perdi muito tempo na preguiça... e voltei a escalar no final da tarde quando já estava me sentindo melhor, fazendo várias vias seguidas sem descanço no setor Visual, Denise em crise (Vsup), Luis Inácio (VIIa), Renata Ingrata (VIIa), O Aprendiz (VIIa).

Bom, o mais importante sobre o que eu fiz no local, acho que são minhas impressões sobre ele. Eu acho que a rocha desta falésia, o gnaiss, é uma das melhores para escalada. Esta rocha é muito abrasiva, dando bastante aderência, mas não maltratante tanto os dedos como faz os cristais de quartzo de muitos granitos, ou seja, é uma rocha que tem as vantagens do granito quanto à solidês, aderência etc.. mas sem machucar e ainda nos oferece uma variedade grande de agarras, com bons abaulados, regletes, agarras grandes, tetinhos, típico de onde há este tipo de rocha (Pedra da Divisa, Ana Chata, Visual das Águas).

Agora o mais surpreendente é que o local ainda tem o potencial para receber muito mais vias e isso pode transformar Pindamonhangaba em um novo pólo de escalada em São Paulo, como São Bento já é!

Ao lado da falésia há mais duas pedras com algumas poucas vias e ainda há lá perto a Falésia do Zé Vermelho. O sítio que dá acesso à falésia permite acampamento, mas isso só pode ser feito com agendamento.

Apesar de ser possível fazer bate e volta desde São Paulo à falésia, coisa que o Tacio já fez algumas vezes, eu recomendo dormir por lá, pois são 180 Km de estrada, o que faz da volta algo muito cansativo.

Para saber mais sobre o local, vou deixar abaixo dois links. Um é sobre uma matéria que acabei de escrever para o AltaMontanha, mostrando o potencial de lá e outro, é o blog da Falésia, onde dá pra ter infos mais detalhados de como ir, além dos croquis e informações mais apuradas. Vale a pena conhecer, a falésia de fato é um paraíso!

:: Continuam as conquistas na Falésia Paraíso
:: Blog da Falésia Paraíso
:: Falésia Paraíso no Rumos: Navegação em montanhas!

Veja as fotos:

Falésia vista na entrada do sitio que dá acesso

Setor boas vindas

Eu e o Luciano

Escalando...


Cachorro que acompanha a gente na escalada



Mais pedra...

Setor Visual

Lucas

Outra pedra, em frente à Paraíso, esperando vias...