Blog do Pedro Hauck: Ascensão ao Pico da Serra Negra

14 de outubro de 2010

Ascensão ao Pico da Serra Negra

Após caminhar 18 Km na trilha da Serra Negra pra chegar num local onde daria pra chegar tranquilamente de carro, completamos a trapalhada dormindo no quintal da casa da Dona Sônia.

Não que a Dona Sonia, moradora do bairro Serra Negra, não seja gente boa. Mas passamos por tantos locais bonitos na meia travessia, que dormir num ambiente humanizado acabou perdendo a graça, mas fazer o que? Após os 18 Km, estávamos sem ânimos de achar um mato bom...

Eu o Parofes dormimos na minha nova barraca Bionassay da Quechua, que infelizmente não será mais importada pela Decathlon brasileira. O Dom inaugurou sua barraca para uma pessoa comprada na última expedição dele pela Bolívia e o Tacio com a Paulinha dormiram no chão da sala da Dona Sonia. Fez frio à noite!

Auxiliados pelo marido da Dona Sonia, chegamos na continuação da trilha da Serra Negra e de lá pegamos a trilha certa para a Pedra Preta, que é como é chamado o Pico da Serra Negra.

O começo da caminha é tranqüilo, pois a trilha é larga e fácil, entretanto escolhemos um caminho mais difícil para subir a montanha, onde há diversos caminhos muito confusos, por onde nos perdemos muitas vezes, até chegar na base da Pedra Pequena, que é um ante cume do Serra Negra.

Não havia um caminho óbvio que subisse a Pedra Pequena, por conta disso eu comecei a subir a montanha solando, enfrentando lances de até 4 grau de escalada de bota, o que foi muito arriscado, mas que cortou um bom caminho. A galera veio atrás e vibrou muito com a vista lá de cima, de onde podíamos ver, além do próprio Serra Negra ali em frente, a Serra do Santo Agostinho, Pedra Grande, Serra do Papagaio de Aiuruoca e outras.

Já no cume e após passar um perrengue pela trilha e pela escalada em solo, percebemos que ali havia cocô de vaca e um caminho mais fácil para subir, além do caminho para o Serra Negra.

Descemos da Pedra Pequena e rapidamente entramos numa matinha nebular muito bonita e de fácil penetração, onde rapidamente ganhamos altura, chegando na região de campos e rochas, até alcançar o cume com uma facilidade imensa.

Achávamos que o Pico da Serra Negra seria uma montanha difícil, por conta do isolamento e da falta de informações na internet. No fim, vimos que ela é facílima, mas é pouco conhecida. Mesmo com 2545 metros e sendo uma das mais altas do Brasil, poucos à conhecem, por isso não vão. A exceção é feita pelos locais e pelas vacas, que pelo jeito são os únicos freqüentadores. No livro de cume, colocado ali em 2001 pelo CEB, haviam poucas assinaturas...

Bom para o Tacio, que completou todas as montanhas do Sudeste presentes no anuário estatístico do IBGE, faltando apenas as montanhas do Norte do Brasil pra completar a lista. Este é o seu projeto 2010, que ele quase completou no dia 10/10/10. Coincidência?

 Pedra Grande do Itatiaia, visto do bairro Serra Negra

Subida no Serra Negra e Araucárias

À caminho do Serra Negra

Nuvens chegando com tudo

Pedra Pequena e vista da face por onde ascendemos

Subindo a Pedra Pequena

Nuvens sendo barradas pela Serra Negra

Tacio e eu, fotografado pelo Dom

Cume da Pedra Pequena

Serras do Sudeste

Cume da Pedra Pequena

Chegando no cume do Pico da Serra Negra

Foto do cume

5 comentários:

Ana Paula disse...

Pena que no cume da Serra da Negra estava com neblina, pois a paisagem deve ser maravilhosa!
Fiquei com gostinho de preciso voltar para contemplar o visual de todas as montanhas do PNI!

Parabéns pelo relato!


bjus

tacio philip disse...

Muito bom o relato de nossa roubada! Só não concordo com o começo, foi opção mesmo fazer aquele caminho, eu queria conhecer a trilha de interligação das travessias :-)
E dormir na Sonia pra mim foi ótimo, afinal bivacar no mato gripado, com dor de garganta e sinusite não teria sido muito legal!
A 1ª parte do meu relato, fotos e vídeos já estão no meu site www.tacio.com.br
abs!

Paulo Roberto - Parofes disse...

Tudo que posso dizer é: Nosso feriadão fOi muitO fOda! pqp ahahahahahahah
E dOrmir lá fOi prOvidencial!
A próxima parte dO relatO prOmete kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Miriam Chaudon disse...

Que paisagem!!!!!!!!!!

Pedro Hauck disse...

O que é esse Miguxês aí Parofes? Afetou o cérebro? rsrsrsrsrs