Blog do Pedro Hauck: Ciudad del Este

2 de março de 2010

Ciudad del Este

Continuando minha viagem pelo interior do Paraná, fui conhecer a principal cidade da região, Ciudad del Este, capital do Brasiguai, país pirata incravado no meio da América do Sul controlado por chineses e comerciantes árabes e policiais corruptos. Brincadeiras à parte, este Paraguai da fronteira não é tão ruim quanto falam, pelo contrário, tem suas belezas para além do comércio popular, mas isso é estragado pelos policiais corruptos....

O Paraguai que a maioria dos brasileiros conhecem é aquele das ruas do comercio de Ciudad Del Este. Um local sujo e cheio de gente, onde os meninos de rua abordam as pessoas oferecendo de tudo, de estacionamento até "marijuana". Este Paraguai é um caos, cheio de malandragens, preços baratíssimos pra quem está abarrotado de impostos, eu mesmo me atrai nestes preços e comprei pneus pro meu carro a 1/3 do preço cobrado no Brasil.

O problema é que desde o ano passado, foi proibido compras de pneus no Paraguai, então resolvi conhecer o interior do país e descobrir outras belezas desconhecidas, coisas que eu adoro fazer. Decidi sair pelo norte, em Salto del Guayrá, cidade paraguaia do outro lado do rio Paraná, em frente à Guaira. São cerca de 200 km de estrada boa até lá.

No caminho vi muita plantação de soja, cidades pequenas e prósperas, além da periferia de Ciudad del Este, que é muito melhor que o centro. Lá a cidade é bonita, arborizada, com casas boas, ruas limpas e sem transito, como qualquer cidade do interior do Paraná, bem organizada,  o que mostra que aquele paraguaizão que conhecemos é só no centro comercial. Em Puerto Presidente Franco, fica um parque bem bonito, mas modesto comparado com o brasileiro e argentino, lá ficam as cataratas do rio Monday.

A viagem estava boa até sermos parados pela Polícia. Na primeira vez, nada demais, apresentamos documentos e mais nada. Na segunda, o policial chiou com meu documento e quis me multar por que no meu papelzinho de entrada no país não estava escrito a placa e nem o tipo de veículo que eu estava conduzindo, isso porque na aduana eu tinha levado o documento do carro pra fazer isso e me disseram não ser necessário. Paguei 10 reais pro guarda pra ser liberado.

Dez quilometros mais tarde sou parado denovo. Antes, eu tinha seguido as orientações do guarda dos dez reais e preechi o campo em branco do meu papelzinho paraguaio, foi o estopim pra maior extorção policial da minha vida. Os policiais paraguaios disseram que eu teria que ir pra cadeia por forjar um documento!!! Fizeram um monte de pressão psicológica e tive que esvaziar minha carteira pra poder continuar. Ainda bem que eu só tinha 100 reais no bolso...

Esta foi a sétima vez que eu fui roubado pela polícia, só 2 delas foram no Brasil, o resto foi na Argentina, Bolívia e Paraguai. É muito foda isso, mas estou cada vez mais puto com a policia corrupta nesses países e já vou pensar duas vezes pra ir viajar pra lá denovo.

Atravessei a fronteira pro Brasil sem problema algum, nem deram bola pro meu pneu novo, aliás eu estava com eles montados e usados e que mal tem em comprar um pneu pro carro para seu uso próprio, isso não é contrabando?! Além do que o mal é andar com o pneu careca como eu estava fazendo...

Enfim esta foi minha experiência por lá. Recomendações: Não vá pro Paraguai!

Trânsito pra entrar no país

Atravessando a ponte da amizade

Primeira vista do Paraguai.

Ruas do comércio

Ruas do comécio em Ciudad del Este

Centro comercial

Centro comercial, o novo e a gambiarra convivem

Idem da foto anterior

 Favelas ao lado do luxo





Shopping...

Rua...

Gambiarras

Salto del Monday


Rio Monday

Parte residencial de Ciudad Del Este

3 comentários:

tacio philip disse...

Fiquei com saudade de Ciudad del Este, acho muito legal, ai, gosto de fazer boas compras :-D E vendo as fotos, vi que agora tem um suporte de verdade pro GPS no parabrisa do carro ;-)

Pedro Hauck disse...

Quem me dera, continuo com um suporte de GPS paraguaio... esse aí eh do Zangão!

Montanha Ativa disse...

Grande Pedro, sempre valorizando o nosso Paraná.
abraço