19 de fevereiro de 2010

Irati

A primeira vez que eu ouvi falar da cidade de Irati, no interior do Paraná, foi quando o time local, o Iraty com "ipsolom" fez uma esquema com o XV de Piracicaba, acho que em 1995 e foi formado um timaço e o XV quase subiu pra primeira divisão do brasileiro.

Depois disso, a cidade ficou famosa pra mim por causa da formação geológica do grupo Passa Dois de folhelhos pirobetuminosos que empresta o nome da cidade. A formação Irati é tem uma fácie que tem o famoso xisto, que é um argilito oleoso que pode virar petróleo, mas não é explorado pois para que a reação ocorra, gasta-se mais energia do que o a energia que a queima do petróleo pode gerar.

Outra peculiaridade de Irati, é que nesta formação, o fóssil guia é o famosíssimo Mesosaurus brasiliensis, um pequeno réptil que existiu no paleozóico e que está presente apenas da América do Sul e na África e que serviu de argumento para a aceitação da Teoria da Deriva continental por Alfred Wegener, embora estas observações tenha sido feitas por Reinhard Maack, o pai da Geografia do Estado do Paraná.

Isso tudo mostra que esta pequena cidade de cerca de 60 mil habitantes já fazia parte da minha vida há 300 milhões de anos... Agora no Holoceno, Irati é uma cidade típica do interior do segundo planalto. Tem casinhas de madeira no estilo ucraniano, ruas de paralelepípedo, um centrinho simpático e pequeno, praças e jardins floridos, muitas Araucárias e uma Universidade Estadual pública com 14 cursos de graduação, a Unicentro, onde estive dando uma aula de Geografia Física hoje.

Cada vez eu gosto mais do interior do Paraná, quem sabe esta cidade não me reserva algo no futuro?.

O centro de Irati hoje.

Unicentro de Irati

Pequeno museu de Ciências da Terra no meio do bosque de Araucárias.

Igreja no centro.

Casa de madeira

Mais casas de madeira

Estádio que no final de semana rebeceu um clássico regional: Iraty x Serrano de Prudentópolis.

Eliza mostrando os folhelhos da formação Irati

Um comentário:

Fábio disse...

Olá tudo legal? Gostaria de convidar conhecer meu trabalho no blog Ecos no endereço www.ecosdotelecoteco.blogspot.com . Forte abraço aí e sucesso com o blog. T +