Blog do Pedro Hauck: Escaladas em São Bento do Sapucaí

6 de outubro de 2008

Escaladas em São Bento do Sapucaí

Neste fim de semana fui para São Paulo votar e aproveitar para escalar um pouco em São Bento do Sapucaí, onde fazia muito tempo que não ia. Aproveitei para ir com uma pessoinha muito especial, a Vivian.

Saí de Curitiba na Quinta, já com uma previsão negativa para o final de semana. Ia chover. Ignoramos as previsões e mesmo assim subimos a Mantiqueira à procura de uma boa escalada.

A Vivian, apesar de estar escalando bem em ginásio, tem pouca experiência em rocha e eu queria levá-la para escalar uma via tradicional, algo tranquilo, mas grande, com uso de peças móveis em parede. Para isso, a Pedra da Ana Chata é um lugar perfeito.

Na sexta feira fizemos um treinamento na Vista aérea, que é uma falésia bem bonita e acessível, onde escalamos uma via chamada 5 apoio, um quinto grau lindo feito somente em móvel e de 2 enfiadas.

Depois de treinar um pouco na Vista Aérea, acordamos cedo no dia seguinte e fomos para a Ana Chata.

Ao chegar na Base, depois de um bela caminhadinha, percebi que o tempo estava mudando, mas ignorei os sinais e comecei a escalada.

Subi a primeira enfiada com pressa e acabei passando a primeira parada, por isso acabei fazendo uma equalização com móveis e depois continuei a escalada, que fluiu bem até chegar ao platô da árvore.

Depois deste platô tem uma enfiada toda em móvel, que deixei bem protegida para que caso a Vivian caisse ela não pendulasse bastante. Ao chegar na parada, fizemos mais uma enfiada curta e lá, começou a chover.

Foi uma chuva esperada, mas muito forte. Ela veio de repente com o vento. Os pingos eram tão grossos que pareciam granizo. Em questão de minutos estavamos inteiros molhados. Era água por tudo que é lado, ao ponto de fazer algumas cachoeiras na pedra, que não tirei foto por motivos óbvios.

Ao tempo que nos molhavámos mais eu ficava mais preocupado. Com o vento, a sensação térmica baixava muito. Foram estas as condições que eu guiei a última enfiada. Ficando pior pela falta de comunicação, já que o vento impedia que ouvíssemos o que o outro falava.

Ainda bem que deu tudo certo e a Vivian conseguiu vencer as cachoeiras e chegou no cume apenas molhada. Como tudo na vida é regido pela lei de Murphy, foi só ela chegar para o vento parar e a chuva também!

Descemos com o sol se abrindo... Pelo menos pudemos secar nossas coisas. Afinal a lei de Murphy não foi tão ruim e um fim de semana que previa só chuva foi bem divertido, com direiro a perrengue, mas com final feliz...

A falésia da Vista Aérea.

Vivian limpando a 5 apoio na Vista Aérea

A Pedra da Ana Chata

Equalização da primeira parada em móvel

Vivian na primeira parada

Na parede...

Na parada, com a Pedra do Bau no fundo

Vivian antes de chegar no platô da arvore



Última foto antes da chuva

No cume depois da chuva!

E fotinho de cume pra comemorar!

Um comentário:

José disse...

Impresionante. Fotos de grande beleza e e revelar uma coragem..eu não me punha numa pedra, na vertical.
Pasrabéns